Pontas espigadas – Como as evitar

[Total: 0    Average: 0/5]
O cabelo bem tratado é a imagem de marca de qualquer mulher e é nele que todos reparam, esteja ele com bom ou mau aspeto. Ele é, sem dúvida, uma parte integrante na beleza feminina e se não for bem cuidado depressa alterará negativamente a imagem da mulher. Para conseguir ter um cabelo de causar inveja, é imprescindível que o hidrate diariamente e que não descure o cuidado com as pontas.

Muitas pessoas pensam que o corte frequente das pontas acaba com o problema das pontas espigadas mas, na realidade, isso acontece apenas momentaneamente pois essa solução não irá acabar com o problema.

Existem inúmeras razões para que o cabelo fique com as pontas espigadas, uma delas é o excesso de pinturas que lhe colocamos. Hoje em dia a maioria das mulheres pinta o cabelo muito frequentemente o que causa o seu ressequimento e as pontas duplas. Outra das causas frequentes é o secador e o ferro de alisar. É verdade que estes utensílios permitem com que tenhamos um cabelo bem arranjado, no entanto eles danificam-no de forma muito severa. O secador, se usado com moderação, não prejudica tão gravemente o cabelo enquanto o ferro de alisar é um dos nossos maiores inimigos. Desta forma, é de evitar qualquer fonte de calor para o cabelo. Os ares condicionados, o fumo, o vento, a humidade, o sol ou o frio são outros dos fatores que fazem com que o cabelo fique seco e com pontas espigadas.

Para combater o problema das pontas espigadas, convém cortar as pontas de 2 em 2 meses, secar o cabelo suavemente com uma toalha antes de o secar com o secador e usar amaciador em todas as lavagens.

Se o cabelo estiver com um desgaste muito avançado, convém começar a utilizar uma máscara capilar, pelo menos uma vez por semana e aplicar o amaciador nas pontas.

Recomendar  esfoliação corporal - Body Blendz: comentários, preços, onde comprar

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*